Arquivo da tag: gente doida

Esse pessoal esperto…

Holla, como estás?

Ontem eu estava toda bonita, à caminho da casa do namorado, no metrô da linha vermelha sentido Corinthians-Itaquera (aka “o inferno na terra”), quando, na estação Pedro II, uma senhora tentou entrar no metrô, mas as portas fecharam. Ela fez aquela cara de porravouterqueesperaroutrometrôputaquepariucondutorfilhodaputacorriatoa quando, de repente, não mais que repente, as portas abriram de novo (!!!) porque algum bonitão-sensual em outro vagão segurou a porta e, assim, fudeu com o esquema. Graças a isso, a porta abriu de novo, mas em 2 segundos a campainha já soou de novo e a porta fechou, SÓ QUE a mulher, aquela danadinha, conseguiu entrar no vagão. Ela deu uns pulinhos, achando que tava correndo, e quando entrou olhou pra porta pensando PEGA EU AGORA, e, toda pimpona, quase caiu quando o metrô andou, já que ela tava ocupada demais zoando a porta e não segurou em lugar nenhum.

Mulher feliz

CONSEGUI, CONSEGUI!111!!

Moral da história é que, mesmo quando você consegue trollar o metrô, ele é tipo Cristine, o Carro Assassino, e não vai deixar por isso.

Bom, já que o post é sobre metrô e trem, não posso deixar de mencionar que, sexta-feira, acho (oi), no trem Itapevi-Julio Prestes (observem como eu só faço os caminhos legais: linha vermelha, linha de Itapevi/Carapicuiba/Osasco/etc. Nunca pego a linha Osasco-Grajaú, que é a linha com ar condicionado e que passa pelo Jardins, Morumbi e Berrini. A vida não ta fácil) tinha um individuo não identificado (vamos chama-lo de Jorge) usando uma máscara de… De… Sei la, acho que era aquela que o povo usa em construção pra não ficar cheirando cal, cimento, drogas, sei la. Enfim, Jorge estava usando uma máscara dessas, e também estava falando sozinho. Eu tava lendo, então demorei pra perceber que o infeliz que tava falando alto no trem era o Jorge, e que ainda tava falando sozinho, dai só peguei a partir do assunto Jesus: “Tem vários por ai tentando me pegar, mas eles não vão conseguir. Não, eu não vou matar nenhum deles, porque Jesus é a minha arma“. Nessa hora eu já me emocionei, porque percebi que Jorge era um poeta. E não fui só eu que percebi isso, várias pessoas que sentaram perto do Jorge estavam prestando atenção e respondendo (!!!), achei genial. E claro que o Jorge continuou: “Uma vez, antes de eu ir preso, eu tava fugindo da puliça e o cara passou bem onde eu tava, mas ele não me viu. Sabe por que ele não me viu? Porque deus cegou ele na hora“.

Nessa hora caiu uma lagrima dos olhos de todos presentes, nos abraçamos e ficamos conversando sobre como deus é muito incrivel e como o Jorge tinha sorte de ter deus ao seu lado.

Claro que, na vida real, eu só pensei “se um dia for usar drogas, vou perguntar para o Jorge quais ele usa, porque eu quero deus cegando todo mundo que é cuzão comigo”.

Tipo, imaginem a cena: o trem balançando, você ouve alguém falando alto, a pessoa falando alto ta usando uma máscara de construção, falando sobre Deus cegar policiais e pessoas estão respondendo o infeliz.

COMO NÃO AMAR ESSA LINHA DE TREM?

Jorge

“Não foi hoje, seu puliça”

Hoje é domingo, esse é o melhor que vocês conseguirão de mim.

Porque assim, meu domingo ta terminando com meu irmão passando pela porta do meu quarto de cueca samba-canção, camiseta branca, meia velha toda acabada e CROCS. A imagem do inferno. Só não ganha do dia que ele veio só de cueca e meia velha, fazendo pose de fisiculturista [???] e dizendo “Olha, Isa, como eu to ~definido~”.

fisiculturista wtf

Olha pra mim, Isa! Olha, olha!

Anúncios

6 Comentários

Arquivado em Domingando, Wait... What?